Sentir cheiros encurta a vida!

Sentir um cheiro agradável de sua comida favorita pode não ser tão bom como se pensa. Um estudo Norte Americano mostrou que a sensação de cheiro provoca alterações no funcionamento do corpo (alterações fisiológicas) e pode afetar a duração do tempo de vida.

O estudo foi realizado com moscas de frutas e voluntários humanos, mostrando resultados semelhantes para ambos. Os indivíduos foram testados para o odor do gás carbônico. No caso das moscas de frutas, os indivíduos que sentiam o cheiro desse gás, que é um indicativo de presença de alimento para esse organismo, sofriam alterações fisiológicas e acabavam por viver menos que aqueles indivíduos que foram operados para não sentirem cheiro.

Esse resultado pode ser explicado pelo fato de que quando um organismo sente um cheiro, regiões do cérebro se preparam para alguma situação específica, como por exemplo  encontrar o alimento, e isso pode gerar um estresse fisiológico que “desgasta” o organismo.

Tags:

Sobre Daniel Bagatini

Curioso, chato e muito ocupado. Se não esqueci nada, essa dever ser a melhor definição de mim mesmo. Se ainda quer saber mais, sou um aspirante a Doutor e atualmente Professor (ou babá) de Ensino Fundamental. Adoro crianças, principalmente quando elas viram adultos e saem de casa, caso estejam assadas também são uma opção muito boa! ;p