Do papel ao… “tablet”?

Escrever no papel já é passado? Bom, eu acho que não, mas estamos caminhando para isso!

Quando penso nisso lembro das clássicas cenas de Star Trek e as personagens que sempre estavam com um pequeno e portátil computador onde escreviam tudo. E o mais incrível, os “tablets” vendidos hoje se assemelham muito aqueles computadores!

Deep Space 9Essa “previsão” dos cinemas está cada vez mais perto de virar realidade. Um único aparelho, leve e pequeno e capaz de substituir não apenas o papel mas também os livros, a caneta, o lápis,  a borracha…

Quem é esse aparelho? Ora, o “tablet”. Esse é um computador do tamanho, espessura e peso de um caderno e possui uma tela sensível ao toque. Basicamente faz tudo que um computador faz, mas é muito mais portátil.

As possibilidades de uma aparelho como esse são gigantescas. No dia-a-dia eles podem servir como agendas, organizadores pessoais e dispositivo de comunicação. Em empresas eles ocupam menos espaço e ligam todos os funcionários. E nas escolas eles servem como uma ferramenta completa de ensino e aprendizagem dando acesso à todas as informações da internet.

Daqui alguns anos todo o setor de papelaria terá de se adaptar à essas mudanças. Impressões serão quase que desnecessárias, uma vez que tudo poderá ser prontamente enviado digitalmente. Cadernos serão usados por saudosistas.

Infelizmente eles ainda são caros e difíceis de se encontrar aqui no Brasil. Em outros países essa tecnologia está amplamente disseminada. Um exemplo disso é que a venda de livros em formatos digitais para ser lido em “tablets” já compete com a venda de livros impressos.

Tags:

Sobre Daniel Bagatini

Curioso, chato e muito ocupado. Se não esqueci nada, essa dever ser a melhor definição de mim mesmo. Se ainda quer saber mais, sou um aspirante a Doutor e atualmente Professor (ou babá) de Ensino Fundamental. Adoro crianças, principalmente quando elas viram adultos e saem de casa, caso estejam assadas também são uma opção muito boa! ;p